Introdução

Comer bem a baixo custo é possível. Ou seja, é possível comer de forma saudável e segura gastando menos do que se pensa. Mas exige conhecimento, treino, tempo e paciência. Este pequeno manual pretende contribuir com algumas sugestões práticas para atingir este objetivo. Mas comer bem também deve significar prazer e partilha à mesa, algo muito comum na nossa maneira de viver e tradição mediterrânica. Esperamos que neste texto encontre um pouco de cada e que a sua leitura seja útil.


Comer a baixo custo, utilizando os alimentos produzidos localmente e fazer do pouco muito, preparando refeições deliciosas e saudáveis para toda a família é algo que se faz na bacia do Mediterrâneo desde há muitas gerações. Porém, nos últimos anos, a vida mais urbana e apressada, a necessidade de comer fora mais vezes e a necessidade de investir mais na vida profissional afastaram muitas famílias de um conjunto de conhecimentos e práticas (desde a compra à confeção) que permitiam comer saudável e de forma segura e económica.


É este conjunto de saberes, transformados em soluções simples e adaptadas aos tempos em que vivemos, que pretendemos transmitir neste pequeno manual. Tentámos juntar o conhecimento científico mais recente e algumas técnicas e formas de comer da nossa tradição mediterrânica às necessidades diárias de muitas famílias. De facto, é possível comer de forma saudável e saborosa. É possível comer a baixo custo sem perder de vista a criatividade individual e o prazer de estar à mesa. É possível conciliar a defesa do ambiente e a produção nacional com a preparação de pratos saborosos. Por isso juntámos neste Manual, chefes de cozinha, nutricionistas e veterinários. Foi um trabalho de partilha de conhecimentos que ainda podemos melhorar no futuro com a vossa colaboração.


Comer de forma saudável proporciona energia e bem-estar físico ao longo do dia. Ajuda também a prevenir doenças crónicas como a diabetes, doenças do coração, alguns tipos de cancro e a obesidade. Se conseguir poupar dinheiro na alimentação e ao mesmo tempo fazer refeições equilibradas para toda a família estará, simultaneamente, a melhorar o seu bem-estar físico e económico.


A chave de uma alimentação saudável é a variedade e o equilíbrio entre os diferentes grupos de alimentos, presentes na Roda dos Alimentos*. Este guia português da boa alimentação indica que quantidades (porções) e que tipos de alimentos deve escolher diariamente, sempre com água a acompanhar. Por isso o utilizámos como base para muitos dos textos e ideias ao longo deste manual.


Muitas das sugestões apresentadas pretendem ajudar o cidadão a consumir alimentos de forma económica e saudável, nomeadamente no momento da compra, na loja, que é o local onde a maioria adquire os alimentos. Nos últimos tempos, são muitos os portugueses que começam a plantar os seus próprios alimentos ou a adquirir alimentos diretamente a amigos, familiares ou conhecidos. Esta pode ser uma excelente forma de adquirir produtos frescos, da época, muito saborosos, de grande qualidade nutricional e mais económicos. Voltaremos a este assunto em breve. Entretanto, bom apetite e boas escolhas.

(*) A nova Roda dos Alimentos foi produzida pela Direção-Geral do Consumidor, ex-Instituto do Consumidor/FCNAUP.

PLANEAR
,
COMPRAR
,
CONFECIONAR
,
CONSERVAR

Obter uma alimentação saudável a um baixo custo nem sempre é uma tarefa fácil....

...Mas é possível!

Este manual pretende auxiliá-lo a fazer um correto planeamento da sua alimentação e uma compra, confeção e conservação dos alimentos adequada, para que possa obter uma alimentação saudável e económica, saborosa e segura.


Planear
,
Comprar
,
Confecionar
e
Conservar

são os elementos chave para uma

BOA GESTÃO!

  • Planeie todas as suas refeições (por ex. semanalmente).
  • Planeie o momento e o local/locais de compra.
  • Faça uma lista de compras organizada.
  • Verifique os alimentos que ainda tem disponíveis em casa, antes de ir às compras.
  • Veja nos folhetos dos supermercados quais os alimentos que estão em promoção.
  • Não vá ao “supermercado” com fome.
  • Verifique e cumpra a sua lista de compras.
  • Compare os preços unitários de produtos semelhantes. Verifique o rótulo alimentar e o prazo de validade.
  • Dê preferência aos frescos em vez dos processados. Para os hortícolas e fruta prefira os da época.
  • Compre apenas o que precisa.
  • Organize o seu frigorífico/congelador.
  • Organize a sua despensa.
  • Reserve os alimentos em doses individuais ou em doses por refeição.
  • Descongele os alimentos de forma segura.
  • Guarde e reutilize as sobras alimentares com segurança.
  • Tenha sempre sopa em casa.
  • Dê preferência aos “pratos de panela”.
  • Experimente fazer algumas refeições sem carne/pescado, tendo as leguminosas e os ovos como alternativas.
  • Confecione um maior número de doses.
  • Reutilize as sobras alimentares com segurança.